Dicionário de Ballet

 

As Principais Posições dos Pés 

 

Em todas as posições, os pés ficam para fora (posição "en dehors"), o que depende de as coxas e os joelhos estarem virados. Esta abertura parte do quadril.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

-Primeira Posição

Com os calcanhares juntos, os pés ficam abertos um para cada lado, em linha reta. Os joelhos seguem a linha dos dedos dos pés.

 

-Segunda Posição

Partindo da primeira posição os pés ficam afastados entre si por uma distância aproximada de um pé.

 

-Terceira Posição

Com os pés virados para fora, o bailarino coloca um pé na frente do outro, unindo-os. O calcanhar do pé da frente fica na metade do pé de trás.

 

-Quarta Posição

Com os pés cruzados e afastados, um pé fica na frente do outro. Imagina-se que há um pé em posição natural entre eles.

 

-Quinta Posição

Como na terceira posição, os pés ficam unidos uma na frente do outro. O calcanhar de um pé toca os dedos do outro pé. 

 

 

 

As Principais Posições dos Braços (Metodologia Cubana)

 

Existem outras posições de braços, que partem das posições descritas aqui. Seus nomes variam de acordo com os métodos usados hoje são de origem inglesa, russa e cubana. 

 

 

 

 

 

 

 

 

-Primeira Posição

"Braços abaixados". Como se estivesse segurando uma melancia, as mãos ficam próximas uma da outra e quase tocam as pernas 

 

-Posição Preparatória 

Os braços e as mãos ficam na altura do umbigo, arredondados, como se segurasse uma grande melancia. Os cotovelos ficam virados para fora. 

 

-Segunda Posição 

Os braços ficam ao lado do corpo, levemente arredondados. As mãos acompanham a linha dos braços.

 

-Terceira Posição 

Há três tipos: 3° posição de primeira, 3° posição de de preparatória e 3° posição de de quinta. É uma fusão da 2ª posição com as posições citadas, ou seja, cada braço fica em uma posição.

 

-Quarta Posição 

È uma fusão da posição preparatória com a 5º posição, ou seja, cada braço fica em uma posição.

 

-Quinta Posição

Os braços ficam arredondados, ligeiramente à frente da cabeça. 

 

 

Nomenclaturas e Passos

 

A

 

ADÁGIO - Derivado do italiano – lentamente.


a) qualquer dança ou combinação de passos feitos para a música lenta;
b) série de exercícios efetuados durante a aula com o fito de desenvolver a graça, o equilíbrio e o senso de harmonia e beleza das linhas;
c) parte dos pas de deux clássicos dançados pela bailarina e seu partner. Chamado pelos franceses de Adage.

ALLEGRO - Palavra italiana derivada do latim Alecer (vivaz).

a) qualquer dança ou combinação de passos feito para uma música de tempo rápido ou moderado;
b) parte da aula que segue o Adágio;
c) todos os passos rápidos, como saltos, bateria etc., em balé, são parte do Allegro.

APLOMB - Aprumo. Dá-se o nome de Aplomb à elegância e ao controle perfeito do corpo e dos pés, conseguido pelo bailarino ao executar o movimento.

ARABESQUE - Arabesco. Palavra originária do árabe significando ornamento.
Posição na qual o peso do corpo é sustentado numa só perna, enquanto a outra se encontra esticada para trás, geralmente no ar e com os braços dispostos de maneira harmoniosa.
Esta posição apresenta variações tais como:
1.. o pé que sustenta o corpo pode estar totalmente apoiado no chão, na meia ponta, ou na ponta;
2.. a perna que sustenta a pose pode estar ou não flexionada;
3.. a posição do corpo pode estar alongada (allongée), ou inclinada (penchée);
4.. também os braços sofrem alterações, sendo eles que determinam as qualificações dos arabesques.

B

 

BALANCÉ- ou Pas de Valse - Balanceado. É um passo balanceado em ritmo de valsa. O bailarino dá um passo ao lado com uma perna, trazendo a outra para trás desta, com o joelho meio dobrado e a meia ponta no chão; em seguida, transfere o peso do corpo para a perna de trás e logo em seguida para a da frente, sem mudar a posição de ambas.
Pode ser feito também cruzando-se a perna em frente ou dando-se o passo para frente ou para trás, em vez de ao lado.

BALLET - Balé. Derivado do italiano ballare (bailar). É um conjunto de passos de dança executados em solo ou em grupo. Balé reúne, na sua maioria, várias artes, tais como música, pintura (cenários e figurinos), arte dramática (mímica e interpretação), com a dança na sua forma clássìca ou moderna.

BASQUE, PAS DE- Passo de basco. Passo cujo nome indica sua origem. Foi introduzido no balé clássico por Maria Camargo (1 710-1770). Pode ser glissé (deslizado) ou sauté (saltado), en avant (para frente), ou en arrière (para trás).

BATTEMENT – Batida, pancada. Termo genérico designando certos exercícios e movimentos da perna e do pé, executados sob a forma de batidas. Basicamente, em balé, o termo battement significa a extensão total ou parcial da perna e do pé e seu retorno à posição inicial.

BATTU – Batido, golpeado. Este termo, ainda que relacionado a qualquer passo, mantém-se inalterado, significando apenas que o bailarino bate as pernas durante a sua execução. Por exemplo, um assemblé battue é um assemblé comum, porém com uma batida das pernas no ar.

BOURRÉE, PAS DE – Bourrée é o nome de uma dança folclórica das províncias de Auvergne e Berri. Sua conexão com os pas de bourrée do balé clássico é obscura, tendo sido introduzido com certa estilização, por alguns coreógrafos contemporâneos. É um passo de locomoção em geral com três movimentos das pernas, feitos em qualquer direção.

C

Cabriole: Um passo de elevação em que a prorrogação das pernas são espancados no ar. O trabalho é essencial das pernas para o ar e as pernas embaixo segue e bate contra a primeira perna enviando-o mais elevado. O desembarque é feito sobre a perna debaixo.

 

 

CHAT, PAS DE – Passo de gato. Passo em que o bailarino, começando de 5a posição, levanta a perna de trás num retiré, estando em demi-plié na perna de sustentação, pula lateralmente sobre a perna levantada, ao mesmo tempo em que levanta a outra em retiré e fecha 5a no demi-plié. O pas de chat italiano é feito com as duas pernas dobradas no ar ao mesmo tempo.

CONTRETEMPS - Contratempo. Passo composto de um coupé chassé, temps levé, chassé passé. 5a posição, direita em frente; coupé com a perna esquerda, chassé en avant com a direita, um temps levé sobre a perna direita, com a esquerda atrás em arabesque, e um chassé passé com a esquerda terminando em 4a allongée, com o peso sobre a perna esquerda em demi-plié e a direita atrás em degagé a terre.

COREÓGRAFO - Do grego Khoros (danÇa) e grapho (escrita), designa a pessoa que cria um balé; os passos e danças que, em seqüência, formam um balé. No princípio do século XVIII, este termo significava "anotador de dança"; como em geral era este quem também criava os passos do balé, a palavra passou a cobrir ambas as atividades. Quando desapareceu a arte de escrever os balés, o termo coreógrafo passou a significar apenas "criador de balé".

COREOGRAFIA - Termo usado no século XVlll para designar a arte de "anotação de danças" e que agora significa "seqüência de passos e movimentos que compõem um balé".

COTÉ, DE - Ao lado. Não é um passo; este termo, quando adicionado a qualquer passo ou exercício, significa que este deve ser executado ao lado.

CROISÉ - Cruzado. Uma das oito direções do corpo do bailarino em relação ao palco e ao espaço circundante.

CROIX, EN - Em cruz. Fazer qualquer exercício en croix significa executá-lo em frente, ao lado, atrás e de novo ao lado.

D

 

 

 

Danseur: [ "dançarino homem"].

Dèboitè: [desarticulada "]. Um termo aplicado a um emboitè sur les pointes executado em arrière.

Dèboulès: [ "material como uma bola"]. Uma série de demi-tours realizados alternadamente em cada pé a avançar em uma única direção.

Dedans, en: [ "para dentro"]. Usado para descrever movimento em direção à parte frontal do corpo. Em uma pirueta en dedans, a bailarina gira assim a perna levantada gira em direção a frente. Em um rond de jambe en dedans, o trabalho da perna se move em um meio-círculo da parte de trás para a frente.

Dégagé: [ "destacar"]. Um movimento ou a posição em que a perna é levantada do piso. É o apontador do pé em uma posição aberta com um pleno colo de pé. Não há transferência de peso.

Dehors, en: [ "para fora"]. Usado para descrever a resolução de distância da parte da frente do corpo. Em uma pirueta en dehors, a bailarina gira assim a perna levantada gira para frente. Em um rond de jambe en dehors, a perna se move em um trabalho semi-círculo longe da frente em direção à parte traseira.

 

 

Demi-pliè: [ "pequena dobra  dos joelhos"]. Todos os passos de elevação começam e terminam com um demi-pliè.

Derrière: [ "atrás"]. Dirigida por trás do corpo. A referência do derrière implica que o trabalho está encerrado com o pé atrás.

Dessous: [ "em"]. Indica que o pé de trabalho passa por trás do apoio pé.

Dessus: [ "sobre"]. Indica que o pé de trabalho passa na frente do pé de apoio.

Détourné [ "desviados"]. Um bom turno feito pelo giro sobre os pés no relevé.

Devant: [ "à frente"]. Dirigida à frente do corpo.

Develope: [ "desenvolvido"]. Um movimento em que o trabalho é elaborado a perna do joelho da perna de apoio e de lá sem problemas para uma posição fora do ar, normalmente em 90 graus (ou seja, paralelo ao chão).

Diagonal, en: [ 'em uma diagonal']. Indica que um passo é feito em uma direção diagonal. Uma parte da aula de ballet.

 

E

 

ècarté: [ "separados"]. Uma posição no palco em que a dançarina enfrenta um dos cantos da frente de trabalho com a perna na segunda posição. O corpo se inclina ligeiramente afastado do trabalho perna. O braço do lado do trabalho que se coloca é a perna, o braço do lado da perna de apoio está em segunda. Se o trabalho da perna e braço levantados são (para o público), este é écarté devant; se for fragmentário, isto é écarté derrière.

échappé: [ "escapar"]. Um movimento em que o movimento de pernas passa da quinta posição para a segunda posição, ou, ocasionalmente, a quarta posição.

efface: [ "apagados"]. Uma posição no palco em que a dançarina enfrenta um dos cantos com as pernas cruzadas. O braço é normalmente levantado nesta posição, para que o rosto é protegido, ou apagados, daí o nome.

elevé: [ "elevados"]. Subida na ponta ou na meia ponta sem plie.

emboité: [ "encaixado"]. Iniciar, na 5ª posição; assumir a perna direita que está na frente. No chão com o pé direito com a perna esquerda ligeiramente curvada e do pé esquerdo na frente do tornozelo direito. Normalmente repetida para o outro lado: saltar de pé direito para o esquerdo e terra com pé direito na frente do tornozelo esquerdo.

en face: [ "de frente"]. Uma posição no palco diretamente virada para frente, em direção à platéia.

en l’air: [ "no ar"]. Usado para descrever movimentos em que o trabalho da perna levantada é uma distância considerável entre as partes.

enchaînement: [ "encadeamento"]. Uma série de medidas ligadas (preso) em conjunto.

 

 

entrechat: [ "trançado, interligados"]. Um salto em que a dançarina com as pernas cruzadas na quinta posição faz o movomento de cruz com os pés várias vezes no ar. O número de passagens é indicado por um número após a palavra, e cada passagem é contado duas vezes (uma vez para sair da quinta e uma vez para retornar).

enveloppe: [ "envelopado"]. A rotação do corpo transformando no campo de jogo na perna de apoio, enquanto a outra perna rcolhe em movimento. Ela é usada como uma preparação para a execução da pirueta e passos como jete ou CHASSE.

épaulement: [ "tomada"]. Rotação dos ombros e cabeça (em relação ao quadril) para acrescentar beleza ou expressividade para uma pose, passo a passo, ou movimento.

 

F

 

face, de: [ "na frente, o pleno rosto"]. A posição ou passo executado em frente ao público.

failli: [ "dar forma"]. Um fugaz movimento feito com uma contagem. 5a posição, croisè. Demi-plié, salta-se verticalmente, pés juntos. Vire o corpo obliterar no ar. O corpo é reduzido em demi-plié com o pé direito, enquanto que a perna esquerda está completamente estendida, é aberto a 45 graus em obliterar volta. Sem hesitação, o pé esquerdo através da primeira posição e termina em croisé em demi-plié.

ferme: [ "fechado"]. Indicaram que ambos os pés estão em uma posição fechada se, no início ou final de uma etapa.

fish dive: Esta é uma posição entre um bailarino e uma bailarina. Este levantamento pode ser feito acima da cabeça (para o sexo masculino) ou como um elevador horizontal inferior. A pescada.

fondu: [ "afundando para baixo"]. Qualquer movimento que reduz o corpo por uma flexão da perna. Em um plié, as duas pernas apoio do corpo, em um fondu, apenas uma perna suporta o corpo.

 

fouetté: [ "chicoteado"]. Um turno em que o movimento da perna de trabalho faz com que o corpo rode. Geralmente, mas nem sempre é feito en dehors, que é a descrição que se segue. Quando ouvimos falar de “32 fouettés” no Lago dos Cisnes ou algum outro balé, isto é o que eles significam.

 

 

 

frappe: [ "chocado"], battement frappe “Trabalho onde o pé repousa levemente sobre o tornozelo do pé de apoio. Jogue a perna trabalhando intensamente para dégagé uma posição para que ele atinja o piso 1 / 3 do caminho para fora. (Russo frappés início em tendu, esforçado para apoiar as pernas e costas para fora outra vez.) Pode ser feito para a frente, lado ou para trás.

G

 

glissade: [ "escorregar"] Iniciar em plié; deslocar o pé para tendu ponta e, depois, passar para essa perna, fechando o pé esquerdo e desembarque no plié. Este é deslizar saltando de um pé para o outro que pode ser feito em qualquer direção.

 

 

grand battement: [ "grande batida"]. Uma perna controlada elevando a perna o mais alto possível, mantendo o resto do corpo alinhado.

grand battement en cloche: [ "grande batida com um pendulo na perna"]. Elevando a perna controlado-a continuamente entre a quarta posição passando pela frente e a passa pela primeira posição battement atrás, enquanto que o corpo fica alinhado e em boa postura.

 

 

 

 

 

grand jeté: [ "grande salto"]. Um longo salto horizontal, geralmente para frente, a partir de uma perna e desembarque, por outro. Este é um grande salto que você vai ver na maioria dos grand finales

 

 

 

H

haut, en: [ "elevados"]. Este termo é usado para indicar uma alta posição dos braços, como a 5a posição que está acima da cabeça.

 

I

 

Incline: ["inclinado"]. Trata-se de indicar uma adição de inclinação de uma etapa que exige ampliação, por exemplo, “inclineis Arabesque” (que é praticamente uma penchè).

 

 

 

J

 

JETÉS – Jogados. Passo de allegro. São diferentes tipos de saltos. Pode ser petit jeté, jeté ordinaire, grand jeté, grand jeté en avant, grand jeté en tournant, jeté passé, jetés battement, jetés elancés e, na escola russa, ainda o jeté fermé.

 

 

jumps: [“saltos”]. Há uma variedade de saltos no ballet. Foram classificadas como se segue: (1) de ambos os pés para os pés (por exemplo, changements) (2) de ambos os pés para um pé (por exemplo, sissonnes); (3) a partir de um pé para ambos os pés (por exemplo, assemblés); ( 4) a partir de um pé para o mesmo pé (por exemplo, temps leves); (5) a partir de um pé para o outro pé (por exemplo, jetés).

 

L

 

 

labanotation: Este é um sistema de notação da dança inventada por Rudolf von Laban.

Levé, temps Tempo levantado ou aumentar circulação de andamento; um ritmo mais rápido para trabalhar com bailarinos.

Lyrical dancing: Um estilo de dança muito encantador, fluindo com qualidade.

 

 

 

 

M

 

MÁITRE-DE-BALLET, MAITRESSE-DU-BALLET OU CHEFE DO BALÉ - É o responsável, junto ao coreógrafo, por manter e remontar, quando necessário, a obra, respeitando sua autenticidade, qualidade técnica e artística. O maitre-de-ballet também dá aulas à companhia cuidando da unidade de trabalho e estilo que estão sob a sua responsabilidade.

MANÉGE - Picadeiro, indica a forma em que o bailarino executa os tours, quando estes são feitos ao redor do palco, como se circundasse um picadeiro imaginário.

MARCHÉ, PAS - Passo marchado ou andado. Um passo comum, feito com o pé esticado, colocando-se primeiro no chão a meia ponta e em seguida o calcanhar.

 

milieu, au: No meio ou centro do piso como em “centro prática”.

movements: No início de balé história alguns comandantes analisados todos balé movimentos em sete categorias básicas. Estas são: (1) pliè, a curva (2); étendre, para esticar; (s) relevè, a subir; (3) sautè, para salto; (4) élancer, para dardo; (5) escorregar, deslizar para e (6) tourner, a girar.

 

 

minueto: Uma dança em 3 / 4 hora introduzida no século 16.

 

 

 

 

 

 

 

P

 

pas: [ "Um passo"]. Muitos dos nomes comuns de passos no balé são adjetivos, em vez de substantivos; estes nomes têm a palavra “pas” compreendida: assim, por exemplo, “coupé” (que todo mundo diz) é realmente curto para “pas coupé” [ "cortar passo"] (que ninguém diz). Também é usado para se referir a uma dança, como pas de deux, uma dança para duas, pas de quatre, uma dança para quatro.

pas de basque: [ "Basco passo"]. Uma posição começando na quinta posição, que vai para um demi-plié, então o trabalho de glides com o pé em frente croisé e continua com um demi rond de jambe en dehors para o lado, enquanto o outro pé permanece em plié. Um pequeno salto ocorre no pé para o trabalho em demi-plié. O outro pé agora em glides através da 1a posição em croisé frente. Na última contagem, o peso é transferido para o outro pé e um pequeno salto é feito para trazer os pés juntos que o esquerdo foi colocado. O movimento termina em 5. Croisé.

pas debourrée: [ "bourrée passo," o bourrée sendo uma antiga dança folclórica]. Este termo é um dos passos mais simples de conexão, utilizado para interligar outras etapas, em uma combinação. A forma mais comum é provavelmente a pas debourrée dessous. É um movimento deslizando por uma bailarina em ponta consistindo de muitos pequenos passos tomados com os pés juntos.

pas de chat: [ "passo do gato"]. Um salto básico que inicia com um demi-pliè em quinto, a um salto de cima de uma perna e dobre as duas pernas no ar – um após o outro, a terra de volta na quinta posição demi pliè. Na famosa dança no Lago dos Cisnes em que os quatro dança com braços entrelaçados, eles fazem dezesseis pas de chat. É um passo na ligação comum no balé.

pas de cheval: [ "passo do cavalo"]. Começando com o trabalho na ponta perna tendu, preenchê-lo ao longo da palavra de volta à perna de apoio, em seguida, sem pausas, movê-lo até cou-de-pied e volta-se em uma pequena ponta tendu desenvolvido. É rápido e suave.

passé: [ "passou"]. Um movimento em que apontou o pé da perna trabalho é feito para passar o joelho da perna de apoio. Basicamente, você inicia o seu trabalho com o pé na frente e termina com isso para trás – ou vice-versa. É muito comum um balé em mover a barra e utilizados para mudar o que será o trabalho de pé.

 

 

penché: [ "inclinado"]. Um arabesco extremos em que o organismo permanece levantada e alargado, mas a parte traseira da perna para fora e sobe na medida do possível, trazendo os braços até quase tocar o chão (se a bailarina tem esse tipo de extensão e flexibilty).

petit battement: [ "pequena batida"]. Este é um exercício de velocidade e agilidade nas pernas. O trabalho começa perna sur le cou-de-pied e batidas de trás para a frente várias vezes para a música, em seguida, termina no lado oposto da perna a partir de onde ele começou. O joelho e a coxa da perna permanecer trabalhando no mesmo lugar e não se mover durante o exercício.

petit jeté: [ "pequeno salto"]. Um pequeno salto utilizado em petit Allegro. Pode ser feito para a frente, de lado, ou as costas.

pirueta: [ "spin"]. A controlada 180 graus ligar uma perna. O bailarino geralmente gira mais de uma vez. A perna levantada é mais comumente realizada em aposentar, mas pirouettes com a perna em outras posições não são incomuns. Se a direção do turno gira a perna levantada afastado da frente do corpo, a pirueta é en dehors; se gira a perna para a frente. Pirouettes são geralmente rápidos, mas com apoiou pirouettes, em que um parceiro como o solista, pode ser feito muito lentamente.

placement: Aproximadamente, o alinhamento do corpo. Tornando-se devidamente colocados significa aprender a manter-se de pé, com o mesmo nível de quadris, ombros relaxados, mas abertos e centrados sobre os quadris, pélvis reta, costas retas, cabeça erguida, peso centrado uniformemente entre os pés. Esta postura é freqüentemente descrita como “puxado para cima”, mas é também uma postura relaxada, você não está tensa como um soldado em permanente atenção. (Um professor disse uma vez que você deve imaginar que está suspenso por um fio anexada ao topo de sua cabeça. Isto sugere tanto o “puxado para cima” e descontraída aspectos do balé boa postura.) E como você dança, você procurar manter esta postura, exceto quando o passo exige algo diferente, como épaulement, ou como o ligeiro avanço arco da coluna, que acompanha um arabesco.

plié: [ "dobradas"]. Joelho dobrados, feito com as pernas virado para fora do quadril. Geralmente é o primeiro exercício em uma aula de balé. Demi-plié [ "meia-dobra"] é um raso dobrar (em todas as posições, mas em segundo lugar, tanto para baixo como você pode ir sem o levantamento da calcanhares fora do chão); grand plié [ "grande dobra"] é um profundo dobre, baixo para que as coxas estão quase horizontal. Em todas as posições, exceto em segundo lugar, a libertação calcanhares do chão, em um grand plié. Um pliè é o prelúdio e acabamento de cada salto. É um dos mais importantes movimentos do balé vocabulário e se não for executada corretamente, pode causar lesões aos joelhos, tornozelos e quadris. 

pointe: [ "ponta"]. O ponto ou a extensão do pé, a partir do corpo para fora através dos dedos do pé. A demi-pointe remete para saber em que medida o calcanhar é levantado fora do chão, em um relevé. Sur les pointes, ou “na ponta”, é sobre as pontas dos dedos dos pés literalmente na ponta sapatos. As crianças não devem ser autorizadas a ir na ponta até os ossos dos seus pés estão totalmente desenvolvidos. Isso normalmente é permitido em cerca da idade de 11 ou 12, quando os ossos já estão formados.

Pointe tendu: [ "esticada (do pé)"]. Uma posição na qual o trabalho é a perna esticada para fora, em qualquer direção, com apenas a ponta do pé tocar o chão.

 

 

Port de bras: [ "o transporte dos braços"]. Um movimento ou posição dos braços. Cada aula tem um movimento de braços. É a parte superior do corpo transportes mais baixos corpo enquanto executa passos. Uma grande porta de bras é uma curva circular, quer em direção à barra e, em seguida, para baixo, até então distantes da barra, e depois voltar para trás e para a barra: ou a mesma coisa no sentido oposto.

promenade: [ "passeio"]. Um equilibrado pivô turno em que o dançarino se move lentamente por cerca de transferir o calcanhar da perna de apoio. O resto do corpo pode estar em arabesco ou atitude. Em um passeio apoiado, o parceiro vira o solista.

 

Q

 

QUATRE, PAS DE - Passo de quatro. Uma dança para quatro pessoas. Numa coreografia pode haver solos até para dez pessoas, homens e mulheres. Depois desta quantidade já é considerado Corpo de Baile.

 

quatrième: [ "quarto"]. Quarta posição.

quatrième, à la: [ "no quarto"]. À la quatrième devant está trabalhando com a perna esticada para a frente, à la quatrième derrière é trabalhar com a perna esticada para trás.

 

 

R

 

REPETITÉUR (ENSAIADOR)
É o assistente do maitre-de-ballet, ensaia as diversas partes da obra, variações, solos, grupos, corpo de balé e é também professor categorizado.

 

relevé: [ "levantou"]. Um movimento em que os calcanhares são levantadas do chão.

retiré: [ "retirado"]. A posição em que pé (esticado correndo pela perna) de trabalho levanta até o joelho da perna de apoio normalmente enquanto a outra perna está em releve.

rond de jambe: [ "movimento circular da perna"]. Um movimento em que a perna vem trabalhando fazendo um meio círculo. Pode ser feito com o trabalho de pé no chão ou no ar. Em um rond de jambe en dehors a perna se move para fora e acaba de passar por baixo da perna de volta em quinta. Um magnífico exercício de afluência.

 

 

 

S

 

 

saute: [ "saltar"] Para saltar para a atmosfera a partir de dois pés, o desembarque em dois pés.

seconde, à la: [ "no segundo"]. Uma posição que significa para o lado.

sissonne: [nome de seu inventor]. Uma base sissonne é um salto de dois metros como uma tesoura ao saltar no ar – com uma perna mais alto, em seguida, o desembarque de volta em dois pés. Existem muitos tipos de sissone variando de pequeno a grande saltos e que pode ser feito em qualquer direção.

 

soubresaut: [ "súbito salto"]. Um salto de ambos os pés em ambos os pés. Com início em 5. Croisé, Empurre os pés fora do chão, para que o corpo empurra para a frente com os pés e as pernas juntas. O movimento termina em 5 Croisé. Os braços são livres e dependem apenas da concepção do que está a ser produzido.

sous-sus: [ "subir "] ou sus-sous. Um relevé na quinta posição com uma apertada em um pé quase em cima da outra.

soutenu: [ "sustentado"]. Realizada de forma harmoniosa e lentamente como um cruzado da perna na ponta. Começa a partir de 5a posição em que o trabalho é retirado da perna para a frente, 2 ª posição, ou a parte de trás, enquanto que a perna está apoiando reduz a demi-plié, então, o apoio da perna sobe para demi pointe ou total, enquanto o trabalho é perna arrastado para ele, que terminou em um apertado sus-sous.

Spotting [marcar cabeça] : Uma técnica utilizada para evitar a desorientação durante turnos. Basicamente, a dançarina marca um objeto ou área da sala ou palco e como ela transforma ela vislumbre capturas da mesma área e se concentra. Esta é a única forma de fazer muitas voltas sem se sentir tonto.

sur le cou-de-pied: [sobre o colo de pé] Um pé é sur le cou-de-pied, se for colocado logo acima do tornozelo.

 

T

 

temps: Significa tempo, tempo ou pertencentes a música que dita o nível de circulação do balé.

temps Levé: [ "levantou movimento"]. Temps Levé é muito mais simples a saltar de um pé em pé de igualdade com o outro pé levantado.

temps lié: [ "tempos ligados"]. Este é um termo para uma série de movimentos ligados convencionalmente executado no centro da sala, muitas vezes durante um adágio. Contudo, é também a expressão de uma forma independente de um passo.

 

 

tendu: [ "esticado"]. Esta é uma base do movimento da barra que é usado comumente no balé. O tendu o mesmo que battement tendu.

terre-à-terre: [ "chão de terra"]. Usado para descrever os passos do pés não saem do chão.

turnout: A fundação de balé. Uma posição na qual as pernas são rodados para fora do quadril, para que os joelhos (e pés) apontam em direções opostas. Fazendo isso incorretamente pode causar um grande prejuízo para a dançarina.

 

V

 

 

Vaganova Método: desenvolvido a partir da técnica russa.

virtuoso: Um intérprete com grande habilidade.

Voléé, de: [ "em voo"]. Indica que um passo específico deve ser feito com um crescente movimento ou voando.

valsa: Um salão de baile dança em 3 / 4 hora. Contagem ternária.VALSE, PAS DE - Passo de valsa. O mesmo que balancé.

© 2010 por Ritmo Dança & Arte. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • facebook-square
  • Instagram Quadrado Preto
  • vimeo-square